Comentários de várias personalidades sobre o MAGICVALONGO
António Guimarães ​Cardinal

As dificuldades, nas finanças,  porque está a passar Portugal, há um par de anos, obriga a que as partes responsáveis pela realização do MagicValongo  (Organização e Câmara Municipal de Valongo)  sejam, ainda, mais cautelosas na gestão dos parcos fundos disponibilizados para o evento que vêem oferecendo, ao longo destes ininterruptos 22 anos, a Portugal  e em particular ao Concelho de Valongo de há muito  reconhecido, nos fóruns internacionais do ilusionismo, como exemplo de organização e, simultaneamente, como espaço indiscutível de bem receber e acolher.

Neste ano de 2013 e na natural conjugação de esforços responsáveis e compreensão reciproca, Organização e Câmara Municipal de Valongo concretizam, mais uma vez, em Setembro, a realização deste evento assegurando, desde já, em  Espanha, um conjunto de convidados de apreciável nível que, a par  dos convidados de Portugal, irão contribuir, com certeza, para o sucesso desta 22ª edição do MagicValongo 2013, cujo Programa concilia o muito atractivo para o público generalista e o muito  apetecível para mágicos, tais como espectáculos de Palco e Close-up, Magia de Rua, Feira Mágica, Concursos de Palco e Close-up, Conferências, Almoço Convívio e tudo o mais que Valongo, como Concelho integrado no Grande Porto,  consegue oferecer ao visitante seja nacional, seja estrangeiro.
É por tudo isto que continuamos a afirmar com convicção que:

"Em Setembro Valongo tem mais magia".



António Cardinal

Presidente do MagicValongo

José António Salazar Ribeiro

SALAZARS 

Manuel Valente Alves

VALMAN 

Olhar para trás e concluir que valeu a pena. Olhar para a frente e pensar nas incertezas do futuro é uma reflexão necessária ao fim de 21 anos de existência do MagicValongo. Durante este período muitas foram as dificuldades enfrentadas, mas a vontade de as ultrapassar foi o pilar que transformou divergências em consensos.

Como na maioria das Organizações contámos com a colaboração incondicional de muitos e a crítica de alguns que não compreenderam quão difícil é tomar opções. Em termos de balanço, podemos afirmar que se algumas contrariedades existiram os sucessos as ofuscaram, concluindo-se que VALEU A PENA.
A CMV, os colaboradores e os participantes proporcionaram condições para que muitos dos melhores ilusionistas, a nível mundial, tenham marcado presença nos diferentes eventos.
Podemos afirmar que o MagicValongo foi o catalisador do desenvolvimento da arte mágica em Portugal.
Vivemos o presente a pensar no futuro, conscientes que as limitações financeiras condicionam a nossa vontade de voltar ao apogeu do passado. Mantemos a esperança na continuidade…
Não poderia deixar de referir que é um prazer fazer parte da Organização e da comunidade que direta ou indiretamente colaborou para que fosse possível levar a efeito evento após evento.
Bem hajam.

Falar-se no Magicvalongo é falar-se no que de melhor se tem apresentado em Portugal durante o mesmo número de anos em termos de Magia, em que quatro ilusionistas e amigos decidiram de uma forma despretensiosa, divulgar esta Arte que todos amam, tornando-a extensiva a todos os ilusionistas nacionais,  estrangeiros ou simplesmente simpatizantes.
Legitimamente, perguntar-se-á se eventualmente não haverá algum segredo bem guardado … pelo facto desta equipe se manter unida ao fim de tantos anos, e a resposta é simples: cada um dos organizadores tem pelouros atribuídos ao longo das várias reuniões preparatórias que se realizam ao longo do ano, regularmente antes do evento a realizar. Cada um já sabe que chegada a hora, o aprazado está cumprido e no lugar, não havendo uns de se preocuparem com os outros – salvo,  claro está – se ocorrer um imponderável que tenha de ser resolvido à última da hora e nessa altura ajudam todos. O rigor é porém, a pedra basilar do sucesso. Nada é descurado e deixado para trás. Todos os pormenores são pensados por forma a que não haja surpresas, e isso exige sentido de previsão de situações, organização, coordenação, e como foi referido, um enorme responsabilidade !
Pelos palcos do Magicvalongo passaram não só renomados ilusionistas nacionais como internacionais, alguns campeões mundiais, assim como individualidades responsáveis pelos congressos da FISM, como foram os Presidentes das edições de 2006 em Stockolm e 2009 em Pequim. O mesmo ocorreu com os nossos convidados de “close-up”, como com o leque de reputados conferencistas nacionais e mundiais que connosco vieram partilhar as suas experiências e o seu saber.
Cabe aqui mencionar a vertente dos concursos quer de palco quer de mesa. Pelo Magicvalongo ao longo destes anos têm passado as promessas dos futuros mágicos quer nacionais quer estrangeiros. Efectivamente, alguns aproveitaram a oportunidade de lançamento que este evento proporcionava, tendo-se posteriormente consolidado como actuantes nesta Arte, e até alguns atingido patamares de excelência.
O vector social sempre presente nos programas em maior ou menor relevo, é quiçá, um dos aspectos mais importantes e onde se faz a diferença. A agenda social que pactua com o programa de realizações mágicas, tem-se diversificado por passeios, lanches e almoço final, além de outras actividades, e que constituem sempre momentos inesquecíveis para inter-relacionamento salutar e de consolidação de amizades à volta do objectivo comum que se reflete no gostar de ilusionismo.
Por último, terá de se realçar o incondicional apoio que a Organização tem disposto por parte da Câmara Municipal de Valongo. Sem este apoio quer financeiro quer logístico, nada se poderia fazer, nem em Setembro se poderia mais uma vez dizer que “ Em Setembro, Valongo tem mais magia … “

 

Eduardo Castro Meixieira

EDY

Falar do MagicValongo é falar de uma das mais ricas e importantes experiências na minha vida de amante do Ilusionismo. Vi -o nascer, crescer e impor-se a todos os níveis, desde o primeiro ano. Foi ali que tive oportunidade de poder ver e aplaudir grandes Artistas nacionais e estrangeiros; travar conhecimento, amizade e trocar experiências com dezenas de Artistas do mundo do Ilusionismo; pude aprender e ser desafiado a fazer mais e melhor nas áreas que abracei: Ilusionismo e Ventriloquia. Descobri novos mundos na Arte do Ilusionismo que de outro modo não teria oportunidade.
MagicValongo nasceu do sonho de um grupo de grandes ilusionistas nacionais do Norte, que souberam escrever, para sempre, uma das páginas de ouro na História do Ilusionismo Nacional e Internacional.
À Direcção e seus colaboradores, uma só palavra:

Bem Hajam!

Filipe Monteiro

PHIL MOUNT

O MagicValongo é, por excelência, “O” festival de magia em Portugal! Foi nele (e com ele) que muitos dos nossos artistas da ilusão, com nome reconhecido em todo o mundo, se iniciaram (ou motivaram) na prática desta nossa arte. Seguramente que sem o Magic, muitos de nós não passaríamos de meros aspirantes a mágicos, espectadores atentos mas não tanto atuantes.
Durante todos estes anos que orgulhosamente, tenho vindo a acompanhar ininterruptamente desde 1998, vi desfilar, por estes palcos, muita da elite da magia mundial. Também acompanhei o surgimento de novos talentos nos concursos de magia de palco e de magia de proximidade. E não só oriundos de Portugal, já que o Magic tem sido também o trampolim para muitos artistas estrangeiros, com particular destaque para a nossa vizinha Espanha, prova evidente da importância assumida por este nosso Festival.
E digo “nosso” com muito orgulho, já que tive o privilégio de poder ser colaborador desta equipa maravilhosa que o organiza, e a quem desejo que não desistam nunca de o realizar, mesmo que lutando contra os ventos adversos da crise, pois sem o Magic, Portugal perderia um dos maiores eventos, quiçá mesmo o mais importante, no panorama da magia nacional.
Que possamos todos dizer ainda por longos e bons anos, que “em Setembro, Valongo tem mais magia!” (e assim também Portugal!).